FETAPE - FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES RURAIS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

Notícias


Movimento Sindical Rural reafirma compromisso com a democracia em atos com Lula

26/08/2017



#LulaPorPernambuco

A Caravana Lula pelo Brasil foi marcada, nos últimos dias, por uma emocionante passagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo seu estado natal. A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape) e a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais (Fetaepe) acompanharam a passagem do ex-presidente pelo estado, reafirmando o compromisso com a luta pela democracia e pelos direitos da classe trabalhadora. 

Nesta sexta-feira (25), segundo dia da presença da Caravana em Pernambuco, a Fetape e a Fetaepe acompanharam o ex-presidente, pela manhã, durante Ato em Ipojuca, juntamente com a Contag e Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. Lá, o Movimento Sindical Rural (MSTTR) entregou, a Lula, uma cesta com produtos da agricultura familiar e o documento Diretrizes para a Reestruturação Socioprodutiva da Zona da Mata, mostrando que a região tem condições de produzir muito mais do que cana, se houver investimentos. 



À tarde, o MSTTR também esteve presente no “Ato pela democracia, por direitos e por Lula”, organizado pela Frente Brasil Popular, no Pátio do Carmo, Centro do Recife, que reuniu milhares de pessoas.  Desde cedo, era possível ver bandeiras da Fetape hasteadas no local, numa demonstração de compromisso da base sindical rural com a democracia e com Lula. 

Durante o ato, Aristides Santos, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais (Contag) ressaltou que a esperança está viva. “Trago aqui, em nome da direção da Contag e das nossas 27 federações filiadas e 4 mil sindicatos, nossa solidariedade. O momento é difícil, mas quando a gente vê o povo se mobilizando, mesmo depois de rasgarem a CLT [Consolidação das Leis do Trabalho], a gente sabe que o país não vai voltar atrás”, disse. 

Quem também participou dos atos foi a ex-presidenta Dilma Roussef. No Recife, afirmou que a sociedade sempre ganha com a democracia e denunciou os verdadeiros motivos do golpe. “O golpe é porque nós, em quatro mandatos, derrotamos o projeto neoliberal que tira a aposentadoria, que tira a educação, que tira a casa própria e o Bolsa família. E ainda querem impedir que, em 2018, possamos escolher o presidente que está no coração de todos os brasileiros”, ressaltou. 

No Pátio do Carmo, Lula fez uma fala emocionada ressaltando o Nordeste, suas potencialidades e os ganhos que a região teve durante os governos do Partido dos Trabalhadores (PT) na presidência da república. “Conseguimos fazer muito neste país. Eu já tenho 71 anos de vida, e poderia estar numa cadeira de balanço cuidando da minha vida, mas não. Não vamos desanimar, nós temos que perseverar e lutar. Não queremos abrir mão dos nossos direitos. O povo nordestino não quer ter a cara da fome, quer ter a cara do trabalho. A cara do direito e do emprego. É disso que precisamos”, afirmou. 

Lula lembrou de suas origens várias vezes durante seu discurso. “Eu gosto é de filho de pobre sendo doutor. Filho de pobre não nasceu para ser servente no banco, nasceu para ser gerente também. E não vamos abrir mão disso. O problema deles não sou eu, são os milhões de Lulas que já foram   criados”, disse em referência as perseguições que vem sofrendo, mas também aos cortes de direitos que vêm sendo tirados da população no último ano. 

O ex-presidente reafirmou seu compromisso com a garantia de direitos de trabalhadores e trabalhadoras das cidades e do campo e alertou para a continuidade do golpe que vem sendo dado. “Eles devem ao povo trabalhador desse país, que levanta de madrugada, que trabalha de sol a sol no campo. E eu vou continuar lutando por esse país. Só paro no dia que o nosso povo conquistar tudo que tem direito”, disse. Sobre uma candidatura à presidência em 2018 afirmou: “Não sei se serei candidato. Mas se for, é para ganhar. Para cuidar do povo deste país. Cuidar das pessoas que mais precisam e fazer o Brasil voltar a ter orgulho de si mesmo”. 

 

A Caravana Lula pelo Brasil já percorreu os estados de Sergipe, Bahia e Alagoas. Agora, segue para os estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão. Ao longo desse percurso, o ex-presidente ainda volta a Pernambuco, no dia 31 de agosto, quando estará na cidade de Ouricuri, no Sertão do Araripe. O presidente da Fetape, Doriel Barros, reafirma o compromisso da Federação em acompanhar a Caravana. “Estivemos na Mata, mobilizando os Sindicatos da região; mobilizamos também parte da nossa base para o evento hoje (no Recife); e dia 31, mobilizaremos todo o Sertão para participar do grande ato em Ouricuri. O campo está com Lula – por gratidão, por respeito e por justiça”, disse. 

(Fotos: Cleonildo Cruz e Assessoria de Comunicação Fetape)




FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES RURAIS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

ENDEREÇO CORRESPONDÊNCIA
Rua Gervásio Pires, 252 Soledade, Recife - PE | CEP 50.060-970 Caixa Postal 2516
fetape@fetape.org.br

ENDEREÇO SEDE PROVISÓRIA (ATENDIMENTO AO PÚBLICO)
Av. José Otávio, 940, Caja, Carpina - PE | CEP 55.813-710
Telefones: (81) 3622 2848 | 3621 6422 | 3621 6435 | 3621 4352