FETAPE - FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES RURAIS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

Artigos


Mudam os tempos, mas as injustiças resistem

03/09/2012



Passados 50 anos de existência da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), que surgiu com o objetivo de lutar para assegurar direitos trabalhistas e melhores condições de vida para os povos do campo, vivenciamos, hoje, momentos que lembram as antigas lutas, principalmente no que diz respeito ao assalariamento rural e às ações de enfrentamento aos efeitos da seca.


Muitos momentos difíceis e determinantes ocorreram durante esse meio século de história do Movimento Sindical Rural de Pernambuco.  A Fetape e os Sindicatos vivenciaram o Golpe Militar, a redemocratização do país e, sobretudo, participaram de grandes mobilizações realizadas neste estado para assegurar dignidade aos homens e às mulheres do campo.


Nesse caminhar, identificamos muitas conquistas importantes, como a melhoria das condições de trabalho, salário, acesso ao crédito, direitos previdenciários e a criação de diferentes programas, que se tornaram políticas públicas para o meio rural. Porém, é fundamental destacar que, mesmo com todos esses avanços, a busca pela consolidação de um desenvolvimento que garanta às populações do campo a dignidade que elas merecem enfrenta resistências por parte de elites conservadoras, que ainda estão enraizadas, infelizmente, nos três poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário.


Identificar esses desafios é reafirmar que a nossa luta por direitos permanece e constatar o quanto o Movimento Sindical Rural é importante para a sociedade atual. A ausência da tão sonhada reforma agrária e a desproporcionalidade entre os recursos voltados para a agricultura familiar em relação ao que é liberado para o agronegócio são apenas alguns exemplos de como as lutas do passado ainda são tão atuais.


 As mobilizações que têm ocorrido, motivadas pela organização do Movimento Sindical Rural, dão uma dimensão clara dos desafios que ainda permanecem. Mesmo com governos de base social, as ações implementadas não têm conseguido assegurar a sustentabilidade social e financeira das famílias que vivem no campo.


Tudo isso requer que o Movimento Sindical de Pernambuco e, sobretudo a Fetape, dê continuidade às suas reivindicações, proposições e ao monitoramento das políticas públicas, para que possamos mudar  essa história, que exclui os trabalhadores e trabalhadoras rurais do seu mapa, negando o real valor desse público, que tem grande contribuição na construção de riquezas deste estado. Nesse sentido, precisamos continuar fortalecidos para assegurar que o campo permaneça vivo e com gente vivendo feliz.


 


 


https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif


  

Por: Doriel Barros - presidente da Fetape



FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES RURAIS AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

ENDEREÇO CORRESPONDÊNCIA
Rua Gervásio Pires, 252 Soledade, Recife - PE | CEP 50.060-970 Caixa Postal 2516
fetape@fetape.org.br

ENDEREÇO SEDE PROVISÓRIA (ATENDIMENTO AO PÚBLICO)
Av. José Otávio, 940, Caja, Carpina - PE | CEP 55.813-710
Telefones: (81) 3771-0317